Médico de Michael Jackson acusa pai do cantor de castração química do filho

Nenhum comentário
Joe Jackson, pai do lendário rei do pop, Michael Jackson, é acusado de ter feito uma castração química no cantor a fim de que este mantivesse a voz aguda. Joe faleceu no dia 27 de junho, aos 89 anos.

A acusação, publicada pela revista norte-americana People, parte de Conrad Murray, que foi médico particular do cantor e foi declarado culpado pelo homicídio culposo (quando não há intenção de matar) de Michael Jackson em 2009, após administrar uma overdose de propofol. O médico foi condenado a quatro anos de prisão.

"Joe Jackson foi um dos piores pais para suas crianças na história", afirmou o médico num vídeo divulgado pelo portal The Blast. No vídeo, Murray ainda declara que espera que "Joe Jackson encontre redenção no inferno".

A acusação se soma à longa lista de atos violentos realizados pelo patriarca dos Jackson 5. Em entrevista à Oprah Winfrey, em 1993, Michael revelou em meio às lágrimas que o pai lhe batia regularmente com um cinto.



FOLHAPE


Nenhum comentário

Postar um comentário