“Fomos prejudicados pelo governo”, diz aprovado em concurso prorrogado da Polícia Militar

Nenhum comentário

Secretaria de Estado da Gestão Administrativa (SGA) prorrogou por mais dois anos o prazo de validade do concurso público realizado em abril de 2017



“Queremos chamar a atenção da sociedade para a demora no andamento deste concurso. A prova foi realizada no dia 23 de abril de 2017, alegando que, devido à questão da segurança pública, que já era classificada como ‘crítica’, eram necessários novos servidores nessa área. Agora, o governo do Estado alega que não há recursos para contratações. Depois de um ano e cinco meses saiu a homologação do concurso, sendo que ele tinha validade de seis meses depois de homologado. O concurso foi prorrogado por mais dois anos, e o Estado continua alegando que não existem recursos, apesar da evidente crise na segurança pública do Acre.”

O depoimento acima foi feito por um dos aprovados no concurso da Polícia Militar do Acre (PMAC) para provimento de 250 vagas e que foi recentemente prorrogado por mais dois anos. À equipe da ContilNet, o aprovado pediu para não ser identificado.

Junto com o depoimento, também foi enviado uma postagem do governador Tião Viana, feita em sua página do Facebook em janeiro deste ano, confirmando que as convocações aconteceriam dentro do tempo estabelecido.

“Muitos deixaram empregos, trancaram matrículas de faculdade e até vieram morar na Capital achando que seriam convocados. Isso é um absurdo!”, disse o aprovado à equipe da ContilNet.

SOBRE O CONCURSO
A Secretaria de Gestão Administrativa do Acre (SGA) divulgou o resultado final do concurso no dia 19 de junho deste ano. Porém, no dia 27 do mesmo mês, foi anunciada através de documento oficial da SGA a prorrogação do concurso, assinado pelo secretário de Gestão, José Andrias Sarquis, e pelo comandante-geral da PMAC, coronel Marcos Kinpara.

No edital, inicialmente, o certame teria validade de seis meses a partir da data de homologação do resultado final, alegando que o prazo não seria prorrogado.

Clique AQUI e confira o resultado final e a homologação do concurso.
Com a nova medida, a prorrogação de dois anos passa a valer a partir da data de homologação do resultado final do certame. Conforme anunciado pelo governo do Estado, a decisão considerou o parecer da Subchefia para Assuntos Jurídicos da Secretaria de Estado da Casa Civil.

“INDUZINDO A SOCIEDADE AO ERRO”
Na segunda-feira (9 de julho), uma publicação no Diário Oficial do Estado do Acre (DOE) trouxe uma lista com convocações que, de acordo com o relato à ContilNet, estão induzindo a sociedade ao erro.

“Essa convocação tem levado a sociedade ao erro; muitos parentes e amigos estão parabenizando colegas aprovados no concurso de soldado combatente, porém a matéria se refere ao curso de oficiais! Infelizmente, os 250 aprovados no último concurso continuam no aguardo”, relatou o aprovado.

NÃO FOI A PRIMEIRA VEZ
Em reportagem anterior da ContilNet, outra situação parecida foi relatada por outro aprovado em concurso público no Acre.

Aprovado em primeiro lugar no concurso da Secretaria de Estado de Saúde do Acre (Sesacre) há quatro anos, Leandro Pereira Sampaio não foi convocado para a vaga de motorista de ambulância em Porto Acre.

O concurso, originalmente lançado em 2014 e homologado por outros dois anos, foi prorrogado por outros dois anos, com data-limite até 4 de julho deste ano.


Nenhum comentário

Postar um comentário