VW Gol e Voyage ganham câmbio automático aliado ao motor 1.6 de 120 cv

Nenhum comentário

Enfim, a Volkswagen apresenta o Gol e o Voyage equipados com o câmbio automático de 6 marchas com conversor de torque, que substitui o automatizado I-Motion, com uma embreagem acionada de modo robotizado e 5 marchas. A nova transmissão está aliada ao motor 1.6 EA211 MSI de 16 válvulas, o mesmo que foi antes reservado ao Gol Rallye, com 110 cavalos quando abastecido com gasolina e 120 cv com etanol - potência até mesmo superior à dupla mais moderna Polo e Virtus, que rendem no máximo 117 cavalos e também estrearam recentemente o câmbio automático no Brasil.


Gol e Voyage automáticos se juntam aos modelos 1.0 de 3 cilindros e 12 válvulas (84 cv com etanol) e 1.6 de 4 cilindros e 8 válvulas (104 cv com etanol), ambos disponíveis unicamente com o câmbio manual de cinco marchas. Os modelos da Volkswagen contam com três anos de garantia sem limite de quilometragem e são oferecidos em cinco cores: três sólidas (Branco Cristal, Preto Ninja e Vermelho Flash) e duas metálicas (Prata Sirius e Cinza Platinum).


O câmbio AQ160-6F traz relações de marcha e de diferencial específicas para os modelos e possui bloqueio do conversor de torque em diversas condições de uso, o que evita o deslizamento interno do componente e visa reduzir o consumo de combustível. Dotado de modo Tiptronic, o motorista pode passar as marchas sequencialmente na alavanca ou pelas aletas atrás do volante com comandos de som e computador de bordo (opcional), e também conta com o modo esportivo (posição S), que faz com que as marchas sejam trocadas em rotações mais altas do motor. Curiosamente, a moldura que exibe a posição do câmbio é igual à da "velha guarda" dos Volkswagen automáticos (como o Jetta e o Tiguan da geração anterior).


Gol e Voyage utilizam pneus 195/55 e rodas de 15 polegadas. Com o motor a 1000 rotações por minuto, os carros estão a 45,3 km/h em sexta marcha (!). Em velocidade de cruzeiro - a 120 km/h, por exemplo - o motor trabalha a 2649 rpm.


O motor 1.6 MSI Total Flex tem 1598 cm³ de cilindrada, 4 cilindros, e possui bloco e cabeçote feitos de alumínio, com quatro válvulas por cilindro, sendo duas para admissão e duas para escape, além de duplo comando de válvulas integrado à tampa, com variação na admissão, e duplo circuito de arrefecimento, além de dispensar o reservatório de partida a frio. A potência de 110/120 cv é atingida a 5750 rpm; já o torque é de 15,8 kgfm com gasolina e 16,8 kgfm com etanol, sempre a 4000 rpm.

Com esse motor, o Gol acelera de 0 a 100 km/h em 10,1 segundos e atinge 185 km/h de velocidade máxima (usando etanol). O Voyage vai de 0 a 100 km/h em 10,2 segundos e chega à velocidade máxima de 190 km/h (também com etanol).


Tanto Gol quanto Voyage automáticos seguem o estilo da linha 2019 das outras versões, cujas principais novidades se concentram na frente, ao estilo do Gol Track e da Saveiro. O capô ligeiramente mais elevado, os faróis mais retangulares, a grade em preto-brilhante com filetes cromados e o para-choque com linhas mais angulosas são alguns dos destaques. Lateralmente, só há novo estilo para rodas e calotas, e atrás, apenas o logo "MSI Automatic" identifica a novidade.


O para-choque dianteiro conta com entradas de ar na parte inferior e linhas geométricas, bem definidas e de aspecto esportivo. Os faróis de neblina têm formato trapezoidal e são envolvidos por uma moldura preta. Logo acima do farol de neblina há uma linha de caráter bem “vincada”, dando força ao visual frontal do Gol e do Voyage 2019.


Produzidos em Taubaté (SP), Gol e Voyage 2019 trazem de série: ar-condicionado, direção hidráulica, banco do motorista com ajuste de inclinação do assento, suporte flexível para celular com entrada USB, travas das portas em velocidade e vidros dianteiros elétricos, encosto do banco traseiro rebatível, desembaçador traseiro, alerta sonoro de faróis acesos, tomada 12 Volts no console central, para-sois com espelho para motorista e passageiro, antena de teto e faróis com máscara negra.

No quesito segurança, a dupla vem com freios ABS com EBD, dois airbags, cintos de segurança dianteiros com pré-tensionador, alarme de não-utilização de cinto de segurança do motorista, apoios de cabeça para todos e sinalização luminosa em caso de frenagem de emergência.


Para ficarem iguais aos carros das imagens, Gol e Voyage demandam o acréscimo de dois pacotes opcionais. O “Urban Completo” acrescenta rodas de liga leve de 15 polegadas, alarme, chave-canivete, capas dos retrovisores e maçanetas pintadas na cor do veículo, grade frontal em preto-brilhante, retrovisores elétricos com função tilt-down ao engatar a ré (do lado direito) e luzes de seta integradas, sensor de ré, vidros elétricos nas 4 portas, destravamento elétrico da tampa traseira por comando na chave, travamento das portas por telecomando, para-sois iluminados, faróis de dupla parábola, luzes de neblina, lanternas escurecidas, duas luzes de leitura dianteiras e duas traseiras, alças de segurança no teto e coluna de direção com ajuste de altura e distância.


Outro opcional disponível para Gol e Voyage 2019 é o “Interatividade Composition Touch” que traz o sistema multimídia de mesmo nome, que incorpora som com 4 alto-falantes e 2 tweeters, computador de bordo e volante multifuncional. O sistema Composition Touch conta ainda com entradas USB e para cartão SD, Bluetooth e espelhamento de tela de dispositivos compatíveis com Android Auto, Apple CarPlay e Mirrorlink.


Nestes primeiros meses pós-lançamento da linha 2019, também estará disponível como opcional o sistema multimídia Discover Media, com GPS integrado, pareamento simultâneo de 2 celulares via Bluetooth, tela com sensor de aproximação e visualizador de fotos e vídeos, além das demais funções do sistema Composition Touch.



Nenhum comentário

Postar um comentário